O engajamento nas redes sociais é apenas a ponta do iceberg!

Quando falamos sobre engajamento a primeira coisa que vem em nossa mente é curtir ou compartilhar, certo?

Podemos acreditar que pessoas engajadas são aquelas que interagem com nosso site, facebook ou twitter, mas estaríamos ligeiramente enganados em acreditar que isso basta.

Engajamento tem a ver com uma etapa de um processo maior, atrair pessoas, fazer com que elas interajam com a página ou site e, depois isso tudo, resulte em conversão/compra.

O adjetivo engajado significa comprometimento com algo, alguma causa ou empenho e não pode ser considerado como uma métrica isolada de resultados.

Curtir ou compartilhar não pode ser considerado engajamento efetivamente e sim, um participar. Isso é importante porque pode ajudar no relacionamento com o cliente, mas não pode ser considerado como fim.

Atrair pessoas e ver “engajamento” é muito bacana, mas se não levar ao resultado, de que vale a curtida? O maior exemplo disso são postagens que precisam de X curtidas para acontecer algo e no final? Nada! É apenas uma brincadeira. Existem muitos fãs que curtem, compartilham e nem ao certo sabem o que estão fazendo. No final das contas precisamos converter leads em clientes. Gerar negócios para a empresa. Para qualquer que seja sua ideia deve existir um resultado.

A moda agora é a compra de um falso engajamento pelas empresas nas redes sociais. Essa estratégia pode dar certo, atrair muitas e muitas pessoas para o site ou página, mas pergunto: como fica a conversão? É preciso muito mais que curtir/compartilhar para que se tenha um consumidor engajado!

Devemos atrair as pessoas certas para nosso negocio! Precisamos descobrir e compreender a real necessidade que o seu futuro cliente possui.

Identificar como podemos ajudar esse consumidor é outra etapa que deve ser levada em conta. A empresa deve ser útil e trazer algo relevante por um longo tempo. Saiba diferenciar sonhos de necessidades e em que momento um ou outro pode ajudar a gerar conversão para seu negócio.

Um bom trabalho de conversão tem início em uma estratégia que atraia as pessoas certas, dê a elas um bom conteúdo em um mundo de oportunidades que elas possam usar para crescer!  É fácil fazer alguém clicar no botão curtir, difícil é fazer o consumidor defender a a marca!

 

Por Anderson Wenningkamp

 

Compartilhe